Canguçu, sábado, 24 de fevereiro de 2018, 07h33
Compartilhe:
RURAL - 25/12/2017
Afubra: 45 milhões de mudas em 30 anos
Foto: Canguçu On Line
Para marcar a importante data, uma placa comemorativa foi descerrada pelo presidente Benício e pelos engenheiros florestais Juarez e Farias. Para finalizar, o vice-presidente da Afubra, Marco Antonio Dornelles destacou a ação da Afubra na contratação de um profissional para a implantar o Viveiro
Para marcar a importante data, uma placa comemorativa foi descerrada pelo presidente Benício e pelos engenheiros florestais Juarez e Farias. Para finalizar, o vice-presidente da Afubra, Marco Antonio Dornelles destacou a ação da Afubra na contratação de um profissional para a implantar o Viveiro
Para marcar a importante data, uma placa comemorativa foi descerrada pelo presidente Benício e pelos engenheiros florestais Juarez e Farias. Para finalizar, o vice-presidente da Afubra, Marco Antonio Dornelles destacou a ação da Afubra na contratação de um profissional para a implantar o Viveiro

O Viveiro Agroflorestal da Afubra completa 30 anos em 2017 com o marco de 45 milhões de mudas produzidas, entre espécies nativas e exóticas e também de culturas como batata-doce e capim-elefante. A importante data foi comemorada na tarde de sexta-feira, 15 de dezembro, no espaço do Viveiro, situado junto ao Centro de Difusão Agropecuária (CDA), na propriedade agrícola da entidade, em Rio Pardo/RS.

A abertura foi realizada pelo engenheiro florestal Juarez Pedroso, gerente do Departamento Agroflorestal da Afubra, que lembrou a história da implantação do Viveiro. “O Viveiro Agroflorestal da Afubra exercita ao máximo à expressão diversificação de culturas, alinhado com um dos propósitos da entidade de estimular a diversificação e estar atento ao desenvolvimento regional, preocupado com o interesse dos agricultores. Os 30 anos permitiram reforçar convicções e aprimorar o que está dando certo, além de realizar investimentos para atender as demandas do campo: genética (atestado de procedência), diversidade de espécies e cultivares, qualidade de mudas, idoneidade, fitossanidade, entre outros”, destaca o gerente. Ele ainda lembrou que as mudas produzidas no Viveiro Agroflorestal podem se encomendas em cada uma das lojas, nos três Estados do Sul do Brasil.

Em 1986, quando a Afubra decidiu pela implantação de um Viveiro Florestal, foi contratado um profissional para colocar em prática os planos da entidade: o engenheiro florestal Jorge Antonio de Farias. Ele recebeu das mãos do presidente da Afubra, Benício Albano Werner, uma placa em agradecimento ao trabalho realizado por mais de 20 anos, à frente das questões florestais da entidade. Ao se pronunciar, Farias se disse feliz em ver como tudo se transformou. “Em meados dos anos 80, era fundamental apontar caminhos para o abastecimento florestal para a cura do tabaco e também para a preservação das florestas. Muita coisa boa ainda vem pela frente, junto com os propósitos da Afubra e sua equipe”, disse Farias, ao lembrar que o local onde a cerimônia comemorativa estava ocorrendo é o exato lugar onde foram implantadas as primeiras sementeiras do Viveiro, há 30 anos.

Para marcar a importante data, uma placa comemorativa foi descerrada pelo presidente Benício e pelos engenheiros florestais Juarez e Farias. Para finalizar, o vice-presidente da Afubra, Marco Antonio Dornelles destacou a ação da Afubra na contratação de um profissional para a implantar o Viveiro. “Iniciado apenas com mudas de árvores nativas e exóticas, hoje, o Viveiro cresceu e evoluiu com a inclusão de mudas agrícolas”, enfatizou Dornelles, ao agradecer a parceria da Embrapa e da Emater.

A tarde de sol que marcou a comemoração dos 30 anos do Viveiro Agroflorestal Afubra encerrou com um coquetel aos convidados, sob a sombra da figueira, plantada por Jorge Farias, no início de suas funções na Afubra.

 

Saiba mais:

Viveiro Agroflorestal Afubra está localizado no Centro de Difusão Agropecuária (CDA). A produção anual é de 1.200.000 mudas florestais – espécies exóticas e nativas. Utiliza apenas sementes de alta qualidade genética e de instituições com programas avançados de aprimoramento e, com os melhores materiais genéticos disponíveis em empresas tradicionais do ramo, como: Instituto de Pesquisas Florestais (IPEF)Klabin, RigesaCaiçara e MP Sementes.

Como o cultivo é em tubetes, para as mudas de Eucalipto e Pinus o processo garante mais qualidade ao sistema radicular, proporcionando melhores condições para sobrevivência no campo. Além disso, possui equipe técnica formada por engenheiro florestal e técnicos agrícolas, que garante ainda mais o padrão necessário para mudas florestais usadas em reflorestamentos.

Confira também:
Municípios afetados debatem sobre a estiagem
VÍDEO: Fabris Prestes, presidente da Cooperativa União
MPA reivindica dois salários mínimos para vítimas da seca
VÍDEO: Falta de chuva prejudica lavouras em Canguçu
Perdas de 50% na agricultura e pecuária com estiagem
Aos 93 anos, Flora cuida da horta de olho na lua
Família de origem japonesa é a única a produzir uvas finas na Zona Sul do RS
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
  • Canguçu On Line
  • Canguçu On Line
ENQUETE
Você é a favor ou contra o cancelamento do Carnaval de Rua 2018?
Sou a favor, o dinheiro economizado poderá ser investido em outras prioridadades
Sou contra, o município perde dinheiro, pois a população acaba saindo da cidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
23.02.18
Polícia prende dois homens com motos...
23.02.18
Por que a gasolina chega ao consumid...
23.02.18
LM Baterias com deslocamento grátis ...
23.02.18
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
23.02.18
Senna Auto Center: manutenção preven...
23.02.18
Verão na Estillosa com descontos de ...
22.02.18
Lojas abrem até as 18h neste sábado...
22.02.18
Sexta-feira é dia de uvas finas na r...
22.02.18
Vazamento de água já dura 20 dias no...
22.02.18
Projeto Escola no Campo mudará a rot...
22.02.18
Municípios afetados debatem sobre a ...
22.02.18
Dra Stela Mota fala sobre ronco e ap...
22.02.18
Quinzena do preço baixo Lojas Estrel...
22.02.18
Já provou o delicioso açaí da Pastel...
22.02.18
VÍDEO: Supermercados Heling com ofer...
21.02.18
Maioria é contra a abertura do comér...
21.02.18
Foragido é preso por morte de idoso ...
21.02.18
Canguçu teve 1.192 demissões em 2017...
21.02.18
Inscrições na UFPel para estudantes ...
21.02.18
VÍDEO: Fabris Prestes, presidente da...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Já provou o delicioso açaí da Pastelaria Paz...
3
Realize sua ultrassonografia na Radiol...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
6
Studio Stael Palivorda com ambiente climatiz...
7
Surpreenda-se com o conforto deste lindo est...
8
Médica veterinária Tainá Gonçalves fala de F...
9
Mundo Real com promoção volta às aulas...
10
LM Baterias com deslocamento grátis até 30 q...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2018 - Todos os direitos reservados