Canguçu, domingo, 21 de janeiro de 2018, 20h35
Compartilhe:
EDUCAÇÃO - 02/01/2018
Bandas marciais promovem união e educação entre estudantes
Foto: Divulgação/Canguçu On Line
Professor de música há 15 anos e proprietário da loja Home Studio Espaço da Música, Alex Pinz conta que tem percebido como a música transpassa as barreiras e ajuda as pessoas
Professor de música há 15 anos e proprietário da loja Home Studio Espaço da Música, Alex Pinz conta que tem percebido como a música transpassa as barreiras e ajuda as pessoas
Professor de música há 15 anos e proprietário da loja Home Studio Espaço da Música, Alex Pinz conta que tem percebido como a música transpassa as barreiras e ajuda as pessoas

Em algumas cidades do Rio Grande do Sul, as bandas marciais perdem força e acabam desaparecendo em meio ao cenário cultural em constante movimento. O município de Canguçu resiste a esta tendência e apresenta uma situação diferente: os projetos musicais se fortalecem ao mesmo tempo em que potencializam a união e a educação entre jovens estudantes.

O Canguçu On Line foi conversar com quem entende do assunto há mais de uma década. Alex Pinz, proprietário da loja Home Studio Espaço da Música (Rua Conselheiro Brusque, 404, no Centro) é professor de música há 15 anos e ministra cursos de canto e instrumentos musicais para cerca de 200 alunos por mês.

Pinz possui um amplo conhecimento técnico e de instrumentos e, atualmente, mantém 4 projetos de bandas marciais em atividade entre escolas e instituições religiosas:

     Escola Jacinto Inácio, em Santana da Boa Vista, com 40 componentes, onde         dá aulas há 4 anos, com alunos a partir dos 7 anos até a idade adulta.  

     Escola Gonçalves Dias, no 4º Distrito, com 21 alunos, com crianças a partir dos       7 anos até a adolescência.

     Igreja Brasil para Cristo, há 5 anos, com 35 alunos.

    Assembléia de Deus, com 15 alunos, para os quais ensina o que sabe há 2              anos. Alex mantém também o Projeto Martin Lutero, com 16 alunos.

Pinz conta que tem percebido como a música transpassa as barreiras e ajuda as pessoas. Em algumas escolas, ele percebeu a música unindo uma banda com pessoas de classes sociais distintas e, em outras, a música age enquanto instrumento para superar desafios.

— Eu dei aula para alunos muito talentosos que, só mais tarde, fui saber que eram os mesmos que apresentavam problemas de concentração nas aulas e hiperatividade. Tive alunos autistas com um talento incrível e alcance vocal fantástico. É impressionante o poder da música e como não existem barreiras para ela — explica Alex.

O professor diz perceber nos alunos um envolvimento maior com a música, depois que eles participam de bandas, e destaca a mobilização das famílias para assistir aos festivais.

Alex destaca que o cenário atual, apesar de forte, necessita de um maior apoio a favor das bandas, uma vez que a falta de repasse de verbas às escolas pode prejudicar no desenvolvimento dos trabalhos.

—  As bandas são muito importantes. Elas integram a escola toda, que gira em torno das bandas. É uma projeção enorme, isso incentiva muito a gente — conclui o professor.


Informações: Canguçu On Line (www.cangucuonline.com.br)

Veja mais imagens:
Confira também:
Matrículas e transferências na rede estadual até domingo
ETEC divulga horários das aulas em janeiro
Matrículas e transferências na rede estadual até o dia 14
VÍDEO: ETEC e JDN opinam sobre reformas na Educação
Luto por Nete: Creches municipais suspendem aulas
Projeto da Escola Gonçalves Dias vence prêmio Professores do Brasil
ÁUDIO: Rádio Gaúcha entrevista a professora Lidiane Noguez
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
  • Canguçu On Line
ENQUETE
Sobre a instalação de 3 semáforos entre a Av. Exército Nacional e a R. Júlio de Castilhos?
Sou a favor
Sou contra

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19.01.18
As principais notícias da semana em ...
19.01.18
Veja onde comprar o Jornal Tradição ...
19.01.18
3 ônibus sairão de Canguçu para acom...
19.01.18
Torneio Municipal de Vôlei de Duplas...
19.01.18
Precisa de crédito? Faça uma simulaç...
19.01.18
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
19.01.18
Verão na Estillosa com descontos de ...
19.01.18
LM Baterias com deslocamento grátis ...
18.01.18
Revestimentos e pisos modernos você ...
18.01.18
Aposentada pede ajuda para realizar ...
18.01.18
Leitora reclama da qualidade da água...
18.01.18
Shanadu terá nova loja em Canguçu...
18.01.18
Igreja Matriz tem parede lateral pic...
18.01.18
Horários e roteiros do transporte co...
18.01.18
Promoção bombástica das Lojas Estrel...
18.01.18
E os pastéis doces da Pastelaria Paz...
18.01.18
Você sabe o que é Bitcoin?...
18.01.18
Supermercados Heling com novas ofert...
18.01.18
Dra Stela Mota fala sobre ronco e ap...
17.01.18
O futuro da ONG Morena Flor em novo ...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Faça sua mamografia na Radiol Centro de Diag...
3
E os pastéis doces da Pastelaria Paz, já pro...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
6
Studio Stael Palivorda com ambiente climatiz...
7
Kids Mania com lindas novidades de verão...
8
Móveis Rústicos em madeira você encontra na...
9
Médica veterinária Tainá Gonçalves fala de F...
10
LM Baterias com deslocamento grátis até 30 q...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2018 - Todos os direitos reservados