Canguçu, sexta-feira, 24 de novembro de 2017, 14h43
Compartilhe:
TRÂNSITO - 08/09/2017
Canguçuense sobrevive a acidente com ônibus em São Lourenço
Foto: Douglas Coelho/Canguçu On Line
A canguçuense Dina Leal estava no ônibus durante o acidente e relatou os momentos de apreensão e ajuda mútua entre os passageiros
A canguçuense Dina Leal estava no ônibus durante o acidente e relatou os momentos de apreensão e ajuda mútua entre os passageiros
A canguçuense Dina Leal estava no ônibus durante o acidente e relatou os momentos de apreensão e ajuda mútua entre os passageiros

Na manhã de domingo (3), um grave acidente envolvendo um ônibus da empresa Penha e uma caminhonete Toyota Hilux no Km 444 da BR 116, em São Lourenço do Sul resultaram em oito pessoas feridas, sendo duas gravemente e na morte do motorista da caminhonete.

As vítimas foram atendidas por equipes do Corpo de Bombeiros, da Concessionária Ecosul e Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) dos município de Cristal, São Lourenço do Sul e Pelotas e levadas aos hospitais da região. O ônibus se deslocava de Curitiba-PR com destino à Rio Grande-RS. O acidente ocorreu por volta das 05h30. As causas estão sendo apuradas, mas há indícios de que a colisão frontal tenha se dado devido a invasão da pista contrária pela caminhonete.

O Canguçu On Line conversou com Dina Leal, uma das vítimas canguçuenses que estava no acidente.

— Eu estava acordada quando aconteceu o acidente. Permaneci sempre consciente e calma, evitando entrar em pânico, apesar do nariz sangrando muito. Tentei alcançar um lenço em minha bolsa para estancar o sangramento e não consegui, um rapaz que ia ao meu lado ofereceu sua jaqueta para estancar. — explicou Dina.

Dina havia ido visitar sua filha em Jaraguá do Sul, embarcou em Joinville e tinha como destino final Pelotas, onde seu marido a aguardava para retornarem a Canguçu.

— Lembro de muita gente ferida, alguns com perna quebrada. Havia uma menina de uns dez anos que não havia se machucado mas estava assustada e chorava muito. No banco ao lado oposto, após o corredor, vinha um rapaz que também era de Canguçu e quebrou a perna. No momento do acidente, um senhor estava em pé no corredor, acabou resvalando e também quebrou a perna. Bem a frente uma senhora estava usando cinto de segurança e não se machucou. Eu sempre viajo com cinto de segurança. Como havíamos saído a pouco do Grill, eu ainda não havia colocado o cinto, pensando que estávamos próximos e poderia ir separando o ticket da viagem. Quando eu fui até a frente do ônibus não estava conseguindo entender o que havia acontecido. Foi quando outros passageiros me disseram que tinha acontecido uma colisão. Eu pensei que o motorista não tivesse sobrevivido quando vi o ônibus sem o pára-brisas e ao descer vi que ele estava deitado no chão, e haviam muitos cacos de vidro pelo chão. Com a chegada da equipe de socorro, fiquei sabendo que ele havia resistido. Lembro que os bombeiros tiveram que usar uma escada para retirar o rapaz de Canguçu que havia quebrado a perna pela saída de emergência. —  relembra Dina.

Leal comenta que é preciso ter fé e ser forte e não se deixar desanimar com os desafios da vida. Em menos de um ano ela perdeu dois irmãos.

— Quando eu estive em Jaraguá, ganhei de minha filha um livro chamado “Deus está no controle”. Ela trouxe de um congresso a qual foi com seu esposo no CTPI -  Centro de Treinamento para Plantadores de Igrejas, em São Paulo”. Quando comecei a leitura um trecho me chamou bastante atenção “aguardando um chamado”. Tenho a certeza que Deus estava ali. — concluiu emocionada.

Veja mais imagens:
Confira também:
Placa de PARE é invertida próximo à Rodoviária
Mulher de 69 anos morre em grave acidente na BR 392
Canguçu poderá ganhar mais três semáforos em 2018
Carro e moto colidem na Rua General Paranhos
BOATO: Acidente grave não foi em Canguçu
Feriadão com operação especial nas rodovias do Polo Pelotas
Pedestres e ciclistas poderão ser multados a partir de abril de 2018
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
ENQUETE
Sobre a exposição de veículos para venda em via pública:
Deve ser liberada.
Deve ser limitada a 2 veículos por estabelecimento.
Deve ser proibida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
10:11:57
Brigada Militar realiza mais uma Ope...
09:06:53
Placa de PARE é invertida próximo à ...
08:50:06
Senna Auto Center: cuidando do seu v...
08:50:00
LM Baterias com deslocamento grátis ...
08:49:27
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
08:40:45
Natal antecipado é na Estillosa...
08:25:22
Sicredi Seguro Residencial sorteia p...
23.11.17
Polícia Civil realiza busca e apreen...
23.11.17
Igreja Matriz divulga programação da...
23.11.17
Sicredi contrata Jovem Aprendiz...
23.11.17
O Black Friday está de volta no Baza...
23.11.17
Adquira captação de energia solar no...
23.11.17
Pastelaria Paz com cervejas artesana...
23.11.17
Confira as ofertas do Supermercado H...
23.11.17
Dra Stela Mota fala sobre ronco e ap...
22.11.17
Reforma Trabalhista permite demissão...
22.11.17
Veja os horários de ônibus para o in...
22.11.17
Últimos dias de inscrições para o Co...
22.11.17
Leitora faz campanha para pagar ciru...
22.11.17
Roteiros e horários da coleta seleti...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Conheça a Radiol Centro de Diagnóstico por I...
3
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
4
Pastelaria Paz com cervejas artesanais...
5
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
6
Confira os serviços da Clínica Brasil Canguç...
7
Conheça o Studio de Atividade Física Stael P...
8
Senna Auto Center: cuidando do seu veículo...
9
Mulher de 69 anos morre em grave acidente na...
10
Móveis Rústicos em madeira você encontra na...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2017 - Todos os direitos reservados