Canguçu, segunda-feira, 25 de setembro de 2017, 12h17
Compartilhe:
RURAL - 12/09/2016
Declaração Territorial Rural vai até o dia 30
Foto: Divulgação/Canguçu On Line
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento

A multa por atraso da declaração é de 1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00 

A Receita Federal já recebeu mais de 1,9 milhão de declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referentes ao exercício 2016.

O prazo para entrega é até 30 de setembro. A previsão é que sejam entregues 5,4 milhões de declarações. A multa por atraso da declaração é de 1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00.

Estão obrigados a apresentar a Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício 2016 aquele que seja na data da apresentação, em relação ao imóvel a ser declarado, exceto o imune ou isento:

- a pessoa física ou jurídica proprietária, titular do domínio útil ou possuidora a qualquer título, inclusive a usufrutuária;

- um dos condôminos, quando o imóvel rural pertencer simultaneamente a mais de um contribuinte, em decorrência de contrato ou decisão judicial ou em função de doação recebida em comum;

- um dos compossuidores, quando mais de uma pessoa for possuidora do imóvel rural.

Tem também a obrigação de entregar a DITR a pessoa física ou jurídica que, entre 1º de janeiro de 2016 e a data da efetiva apresentação perdeu:

- a posse do imóvel rural, pela imissão prévia do expropriante, em processo de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, inclusive para fins de reforma agrária;

- o direito de propriedade pela transferência ou incorporação do imóvel rural ao patrimônio do expropriante, em decorrência de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, inclusive para fins de reforma agrária; ou

- a posse ou a propriedade do imóvel rural, em função de alienação ao Poder Público, inclusive às suas autarquias e fundações, ou às instituições de educação e de assistência social imunes do imposto.

Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento para o qual houve alteração nas informações cadastrais.

O vencimento da 1ª quota ou quota única do imposto é 30 de setembro de 2015 e não há acréscimos se o pagamento ocorrer até essa data. Sobre as demais quotas há incidência de juros Selic calculados a partir de outubro até a data do pagamento. O pagamento do imposto pode ser parcelado em até quatro quotas, mensais, iguais e sucessivas, desde que cada quota não seja inferior a R$ 50,00.

O imposto de valor até R$ 100,00 deve ser recolhido em quota única. O valor mínimo de imposto a ser pago é de R$ 10,00, independentemente do valor calculado ser menor.

Informações: Delegacia da Receita Federal do Brasil em Pelotas

Confira também:
Herval recebe audiência sobre estradas na sexta
Canguçuenses contam história de sucesso no Programa Novos Rurais
Canguçu recebe audiências sobre estradas rurais
Família Rutz é exemplo da permanência do jovem no meio rural
Plano Safra traz novidades para quem deseja solicitar crédito
Moradores da zona rural poderão ter posse de arma
FOTOS: Canguçu deve acessar até R$ 230 milhões no Plano-Safra
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
ENQUETE
Sobre a exposição de veículos para venda em via pública:
Deve ser liberada.
Deve ser limitada a 2 veículos por estabelecimento.
Deve ser proibida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
10:16:46
Hospital promove Semana da Saúde de ...
08:58:53
Mundo Real com presentes para o Dia ...
08:47:47
Lojas Frank com muitas novidades par...
08:46:10
Dentes tortos podem causar dor de ca...
08:44:07
Afubra com novidades para sua casa...
23.09.17
FOTOS: As mudanças com a Reforma Tra...
23.09.17
Atividades de encerramento da Semana...
23.09.17
Alunos do Curso Normal comemoram 10 ...
23.09.17
Mais de 14 mil já fizeram o cadastro...
23.09.17
Escola José Veridiano disputa votaçã...
23.09.17
Policial é condenado a 12 anos pela ...
23.09.17
Vida além da vida: Psicografia receb...
22.09.17
Veja onde comprar o Jornal Tradição ...
22.09.17
FOTOS: Mundo Real comemora 2 anos em...
22.09.17
Alunos da APAE são estrelas de ensai...
22.09.17
FOTOS: O Desfile Farroupilha em Cang...
22.09.17
Precisa de crédito? Faça uma simulaç...
22.09.17
Hospital promove IV Semana da Saúde ...
22.09.17
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
22.09.17
LM Baterias com deslocamento grátis ...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Conheça a Radiol Centro de Diagnóstico por I...
3
Conheça o atendimento da psicóloga Josiane M...
4
Conheça o Studio de Atividade Física Stael P...
5
Motociclista é encaminhado para Rio Grande a...
6
Conheça as instalações da Pastelaria Paz...
7
Vítima de acidente era aposentado da Polícia...
8
Polícia Civil conclui investigação do latroc...
9
LM Baterias com deslocamento grátis até 30 q...
10
Suicídios no Sul podem estar ligados a agrot...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2017 - Todos os direitos reservados