Canguçu, segunda-feira, 20 de novembro de 2017, 17h01
Compartilhe:
RURAL - 12/09/2016
Declaração Territorial Rural vai até o dia 30
Foto: Divulgação/Canguçu On Line
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento

A multa por atraso da declaração é de 1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00 

A Receita Federal já recebeu mais de 1,9 milhão de declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referentes ao exercício 2016.

O prazo para entrega é até 30 de setembro. A previsão é que sejam entregues 5,4 milhões de declarações. A multa por atraso da declaração é de 1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00.

Estão obrigados a apresentar a Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício 2016 aquele que seja na data da apresentação, em relação ao imóvel a ser declarado, exceto o imune ou isento:

- a pessoa física ou jurídica proprietária, titular do domínio útil ou possuidora a qualquer título, inclusive a usufrutuária;

- um dos condôminos, quando o imóvel rural pertencer simultaneamente a mais de um contribuinte, em decorrência de contrato ou decisão judicial ou em função de doação recebida em comum;

- um dos compossuidores, quando mais de uma pessoa for possuidora do imóvel rural.

Tem também a obrigação de entregar a DITR a pessoa física ou jurídica que, entre 1º de janeiro de 2016 e a data da efetiva apresentação perdeu:

- a posse do imóvel rural, pela imissão prévia do expropriante, em processo de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, inclusive para fins de reforma agrária;

- o direito de propriedade pela transferência ou incorporação do imóvel rural ao patrimônio do expropriante, em decorrência de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, inclusive para fins de reforma agrária; ou

- a posse ou a propriedade do imóvel rural, em função de alienação ao Poder Público, inclusive às suas autarquias e fundações, ou às instituições de educação e de assistência social imunes do imposto.

Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento para o qual houve alteração nas informações cadastrais.

O vencimento da 1ª quota ou quota única do imposto é 30 de setembro de 2015 e não há acréscimos se o pagamento ocorrer até essa data. Sobre as demais quotas há incidência de juros Selic calculados a partir de outubro até a data do pagamento. O pagamento do imposto pode ser parcelado em até quatro quotas, mensais, iguais e sucessivas, desde que cada quota não seja inferior a R$ 50,00.

O imposto de valor até R$ 100,00 deve ser recolhido em quota única. O valor mínimo de imposto a ser pago é de R$ 10,00, independentemente do valor calculado ser menor.

Informações: Delegacia da Receita Federal do Brasil em Pelotas

Confira também:
FOTOS: Comércio apoia a 50ª Expofeira de Canguçu
Expofeira de Canguçu terá leilão de cavalos crioulos
Expofeira de Canguçu mostra o melhor do agronegócio até segunda
Canguçu lidera ranking da produção de tabaco no Brasil
Canguçu tem dia de capacitação para produtores de pêssego
Expofeira de Canguçu cresce em nível regional
Feira de Sementes acontece até domingo
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
ENQUETE
Sobre a exposição de veículos para venda em via pública:
Deve ser liberada.
Deve ser limitada a 2 veículos por estabelecimento.
Deve ser proibida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
11:25:58
Clínica Próvida divulga agenda de 20...
11:22:39
Lojas Estrela com super promoções de...
10:25:27
Acúmulo de lixo na Estrada da Pedrei...
10:23:25
Conselho Administrativo da COOESC re...
08:46:47
Veja os seis casamentos anunciados p...
08:41:59
Mega Feirão Lojas Frank: de 22 a 25 ...
08:40:52
Confira os serviços da Clínica Brasi...
08:40:13
Natal dos Sonhos é no Mundo Real ...
08:34:07
A Afubra preparou ótimas ofertas par...
19.11.17
Suspeito de colocar foto em apartame...
19.11.17
Homem põe fogo em apartamento do Bel...
18.11.17
Os jogos da 3ª rodada do Campeonato ...
18.11.17
Igreja Episcopal promove o XV Floren...
18.11.17
4ª Marcha para Jesus acontece neste ...
18.11.17
8º Taekwondo Open Cidade de Canguçu...
18.11.17
FOTOS: Tchê Parque abre a temporada ...
18.11.17
Vida além da vida: Tragédias...
17.11.17
Mulher com deficiência é agredida pe...
17.11.17
Câmara repassa R$ 240 mil para Munic...
17.11.17
Canguçuense se destaca em concurso d...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Horários de ônibus de Canguçu para outras ci...
3
Já provou o pastel de camarão da Pastelaria ...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Confira os serviços da Clínica Brasil Canguç...
6
PASA Produtos Agrícolas traz à Canguçu: Ener...
7
Senna Auto Center: cuidando do seu veículo...
8
Conheça a linha de salas de jantar da Eletro...
9
Kids Mania com lindas novidades de verão...
10
Natal dos Sonhos é no Mundo Real ...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2017 - Todos os direitos reservados