Canguçu, segunda-feira, 29 de maio de 2017, 17h58
Compartilhe:
RURAL - 12/09/2016
Declaração Territorial Rural vai até o dia 30
Foto: Divulgação/Canguçu On Line
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento
Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento

A multa por atraso da declaração é de 1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00 

A Receita Federal já recebeu mais de 1,9 milhão de declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referentes ao exercício 2016.

O prazo para entrega é até 30 de setembro. A previsão é que sejam entregues 5,4 milhões de declarações. A multa por atraso da declaração é de 1% ao mês calendário ou fração sobre o imposto devido, não podendo seu valor ser inferior a R$ 50,00.

Estão obrigados a apresentar a Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (DITR) referente ao exercício 2016 aquele que seja na data da apresentação, em relação ao imóvel a ser declarado, exceto o imune ou isento:

- a pessoa física ou jurídica proprietária, titular do domínio útil ou possuidora a qualquer título, inclusive a usufrutuária;

- um dos condôminos, quando o imóvel rural pertencer simultaneamente a mais de um contribuinte, em decorrência de contrato ou decisão judicial ou em função de doação recebida em comum;

- um dos compossuidores, quando mais de uma pessoa for possuidora do imóvel rural.

Tem também a obrigação de entregar a DITR a pessoa física ou jurídica que, entre 1º de janeiro de 2016 e a data da efetiva apresentação perdeu:

- a posse do imóvel rural, pela imissão prévia do expropriante, em processo de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, inclusive para fins de reforma agrária;

- o direito de propriedade pela transferência ou incorporação do imóvel rural ao patrimônio do expropriante, em decorrência de desapropriação por necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, inclusive para fins de reforma agrária; ou

- a posse ou a propriedade do imóvel rural, em função de alienação ao Poder Público, inclusive às suas autarquias e fundações, ou às instituições de educação e de assistência social imunes do imposto.

Está obrigado também a apresentar a declaração referente ao exercício de 2016 o titular do domínio útil ou possuidor a qualquer título de imóvel rural imune ou isento para o qual houve alteração nas informações cadastrais.

O vencimento da 1ª quota ou quota única do imposto é 30 de setembro de 2015 e não há acréscimos se o pagamento ocorrer até essa data. Sobre as demais quotas há incidência de juros Selic calculados a partir de outubro até a data do pagamento. O pagamento do imposto pode ser parcelado em até quatro quotas, mensais, iguais e sucessivas, desde que cada quota não seja inferior a R$ 50,00.

O imposto de valor até R$ 100,00 deve ser recolhido em quota única. O valor mínimo de imposto a ser pago é de R$ 10,00, independentemente do valor calculado ser menor.

Informações: Delegacia da Receita Federal do Brasil em Pelotas

Confira também:
FOTOS: O lançamento da 50ª Expofeira de Canguçu
Feira Sabores da Terra comemora o segundo aniversário
Inspetoria recebe declaração anual de rebanhos
Verde Louro Azeites recebe programa do SBT
Temporal causa destruição no 5º Distrito
Família Schultz de Canguçu Velho e a produção de tabaco
Canguçu receberá R$ 6 milhões para 14 pontes de concreto
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
ENQUETE
Sobre a exposição de veículos para venda em via pública:
Deve ser liberada.
Deve ser limitada a 2 veículos por estabelecimento.
Deve ser proibida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
14:04:50
Inicia em Canguçu a 13ª Semana do Al...
11:46:14
UFPel oferece 944 vagas em 22 cursos...
11:29:07
Polícia Civil e delegada Paula Garci...
10:38:48
Prorrogada promoção de planejados Lo...
08:39:00
Confira as ofertas das Lojas Afubra...
08:14:52
Confira os serviços da Clínica Brasi...
27.05.17
Edimilson da Rosa é o novo Secretári...
27.05.17
Vida além da vida: Nova Terra...
26.05.17
NovaNET procura administrador de red...
26.05.17
Semana Legislativa terá noite cultur...
26.05.17
Câmara realizará audiência para deba...
26.05.17
Vacinação contra a gripe influenza é...
26.05.17
Camadas sobrepostas de mentiras, de ...
26.05.17
Operação Avante realiza abordagens c...
26.05.17
Semana Legislativa terá noite cultur...
26.05.17
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
26.05.17
LM Baterias com deslocamento grátis ...
26.05.17
Coleção outono-inverno da Estillosa...
26.05.17
Escritório de Arquitetura Nicolle/Ja...
25.05.17
Ponte em más condições ocasiona acid...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Conheça a Radiol Centro de Diagnóstico por I...
3
Vice-prefeito e secretário são vítimas de fu...
4
Ponte em más condições ocasiona acidente...
5
Conheça o atendimento da psicóloga Josiane M...
6
Hermes Rockenbach não é mais o gestor do Hos...
7
Laboratório Mogar Silveira: exames toxicológ...
8
Agência Sine de Canguçu divulga vagas de emp...
9
Congregação Luterana São Pedro inaugura nova...
10
Conheça as novas instalações da Pastelaria P...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2017 - Todos os direitos reservados