Canguçu, quinta-feira, 18 de janeiro de 2018, 17h20
Compartilhe:
GERAL - 04/01/2018
Mãe de Arthur doará o dinheiro arrecadado em campanha
Foto: Nael Rosa
Moradores de Piratini doaram R$ 10 mil para o bebê que estava na barriga da mãe e não resistiu
Moradores de Piratini doaram R$ 10 mil para o bebê que estava na barriga da mãe e não resistiu
Moradores de Piratini doaram R$ 10 mil para o bebê que estava na barriga da mãe e não resistiu

Esperança e dor comovem a comunidade de Piratini em prol de Arthur

Uma semana. Apenas sete dias para de alguma forma sensibilizar a comunidade que acabara de doar mais de 11 mil reais para a bebê Maria Flor que sofre da síndrome de SMARD. O tempo era inimigo para Ana Paula Dávila, 30 anos e Rubilar Dias, 38, juntos há 14 anos e que em três meses teriam Arthur.

Mas em 27 de dezembro durante uma ultrassonografia veio o diagnóstico que tirou a alegria do casal. O exame revelou que o feto era portador da de HDC- Hérnia Diafragmática Congênita, ou seja, uma hérnia que comprimia os pulmões impedindo o desenvolvimento dos mesmos.

O médico foi claro: Corre para São Paulo, pois lá há 75% de chances de seu filho nascer vivo, já que no Hospital de Clínicas da capital paulista era possível uma cirurgia intrauterina onde pela traqueia de Ana seria inserido um balão que ficaria entre os pulmões de Arthur e permitiria a retomada do crescimento do órgão. O balão seria retirado com 32 semanas e após nascer, tudo isso em São Paulo, Artur iria direto para a mesa de cirurgia podendo ficar até um ano na UTI.

O problema é que o procedimento delicado só pode ser feito até 28 semanas de gestação e a mãe já estava com 26. Saída: a madrinha, Patrícia Peres, que é paulista e mora em Piratini há dois anos, decidiu acompanhar a futura comadre na viagem planejada para o dia 2 de janeiro.

Começou então a corrida atrás de recursos. O programa Bom Dia Nativa que fechou a soma em prol de Maria Flor em R$ 12.800, se somou à rede do bem e, em quatro dias sensibilizou a população arrecadando R$ 9.743,00. Outras campanhas paralelas e doações direto à família quase dobraram este valor.

Mas no 30 de dezembro, ao receber o dinheiro arrecadado pelo apresentador do programa da Rádio Nativa, Ana se queixou de dores nas costas e cólicas. Ela não sabia, mas estava entrando em trabalho de parto. Era o inicio do fim do sonho do casal de ter o primeiro filho.

No dia seguinte as dores aumentaram, ela foi levada ao hospital local onde ocorreu o rompimento da bolsa. As pressas foi transportada para  Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas – FAU. Imediatamente a decisão pela cesariana porque a mãe corria risco de vida. Artur nasceu vivo, mas teve três paradas cardiorrespiratórias, foi reanimado, mas veio uma quarta e ele não resistiu.

No velório sem a presença da mãe, um frase resumiu comoção:

— Foi a cena mais triste que eu já vi na minha vida —. Ela, a frase, foi emitida por Vagner Guastucci, amigo do pai,  Ele se referiu ao gesto de Rubilar, de praticamente se arrastar, tal a carga emocional, da porta da Capela Mortuária até o túmulo onde o filho foi sepultado no Cemitério Municipal.

Caminhando curvado e abraçado ao pequeno caixão de cor branca, o pai certamente deus os passos mais difíceis da sua vida. O percurso foi o fim de um sonho que durou seis meses, período em que Arthur suportou na barriga da mãe.

Quase sem forças para falar, Rubilar num choro intermitente disse:

— Eu só quero agradecer a todos que nos ajudaram. Faço isso de coração  — disse Rubilar.

Revelou também que vai doar todo o dinheiro que sobrou para uma entidade ou para Maria Flor.

— Esse dinheiro não é nosso. Vamos reunir todos que nos ajudaram e decidir a melhor forma de destinação — encerrou.

Nael Rosa - Blog Eu Falei Piratini

Confira também:
Aposentada pede ajuda para realizar cirurgia com custo de R$ 5 mil
Shanadu terá nova loja em Canguçu
Igreja Matriz tem parede lateral pichada
Horários e roteiros do transporte coletivo na cidade
O futuro da ONG Morena Flor em novo endereço
VÍDEO: Como será a Abastecedora DM na General Osório
Órgãos de Justiça de Canguçu retomam atendimento
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
  • Canguçu On Line
ENQUETE
Sobre a instalação de 3 semáforos entre a Av. Exército Nacional e a R. Júlio de Castilhos?
Sou a favor
Sou contra

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16:07:56
Revestimentos e pisos modernos você ...
11:06:19
Igreja Matriz tem parede lateral pic...
09:39:34
Horários e roteiros do transporte co...
09:00:21
Promoção bombástica das Lojas Estrel...
08:55:48
E os pastéis doces da Pastelaria Paz...
08:50:42
Você sabe o que é Bitcoin?...
08:43:26
Supermercados Heling com novas ofert...
08:40:30
Dra Stela Mota fala sobre ronco e ap...
17.01.18
O futuro da ONG Morena Flor em novo ...
17.01.18
Saiba mais sobre o atendimento psico...
17.01.18
Faça sua mamografia na Radiol Centro...
17.01.18
Studio Stael Palivorda com ambiente ...
17.01.18
NovaNET com planos certos para atend...
16.01.18
VÍDEO: Como será a Abastecedora DM ...
16.01.18
Festa Campeira do CTG Joaquim Paulo ...
16.01.18
Para 80% dos motoristas do RS, fazer...
16.01.18
Escola Rodolfo Bersch é arrombada no...
16.01.18
Marmoraria Duarte: tudo em mármores,...
16.01.18
Móveis Rústicos em madeira você enc...
16.01.18
Kids Mania com lindas novidades de v...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Faça sua mamografia na Radiol Centro de Diag...
3
E os pastéis doces da Pastelaria Paz, já pro...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
6
Studio Stael Palivorda com ambiente climatiz...
7
Dra. Stela Maris de Azevedo Mota Ortodontia ...
8
Kids Mania com lindas novidades de verão...
9
Móveis Rústicos em madeira você encontra na...
10
Médica veterinária Tainá Gonçalves fala de F...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2018 - Todos os direitos reservados