Canguçu, quarta-feira, 17 de janeiro de 2018, 18h11
Compartilhe:
SAÚDE - 02/10/2017
Mario Fonseca explica a possibilidade de venda do Hospital
Foto: Augusto Pinz
Mario Luiz Ribeiro Fonseca visitou o Canguçu On Line nesta semana e concedeu entrevista exclusiva sobre os rumos do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC)
Mario Luiz Ribeiro Fonseca visitou o Canguçu On Line nesta semana e concedeu entrevista exclusiva sobre os rumos do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC)
Mario Luiz Ribeiro Fonseca visitou o Canguçu On Line nesta semana e concedeu entrevista exclusiva sobre os rumos do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC)

Com dívidas na casa dos R$ 30 milhões e sem alternativas para sanar as despesas, o Hospital de Caridade de Canguçu (HCC) segue com possibilidade de fechar as portas até o dia 15 de outubro, quando vence o prazo de 30 dias de último suspiro anunciado pelo gestor Mario Luiz Ribeiro Fonseca.

O gestor visitou o escritório do Canguçu On Line nesta semana e concedeu uma entrevista exclusiva sobre a situação da casa de saúde. Na pauta, foram abordadas questões como os reflexos na região em caso de fechamento, a possibilidade de venda da instituição, o envolvimento dos empresários, entre outros temas.

Confira os principais trechos da entrevista com Mario Fonseca:

 

A SITUAÇÃO ATUAL

O Hospital de Caridade é a empresa mais complexa, dentro de Canguçu, para se fazer a gestão. Os recursos são pequenos e, os gastos, são volumosos. A complexidade de um hospital inclui desde os custos elevados de manutenção como a preocupação com a compra de medicamentos em uma quantidade considerável para não faltar, nem perder a validade.

Hoje, todas as cirurgias estão suspensas e estamos sem internação via pronto-socorro. Após o atendimento, os pacientes ficam na sala de observação, pois os médicos internistas não estão recebendo sobreaviso pra fazer a internação. Atualmente, o Hospital está praticamente vazio, com cerca de 34 pacientes.
 

PRAZO ATÉ O DIA 15 DE OUTUBRO

No dia 15 de outubro, vence a primeira parcela da dívida de R$ 2,3 milhões com os 30 médicos do Hospital. A primeira medida (em caso de fechamento) já está sendo tomada: suspender as internações e, aos poucos, desativar o atendimento.

Somos referência para cidades como Santana da Boa Vista, Morro Redondo e interior de São Lourenço do Sul, Cerrito e Arroio do Padre. Fazemos entre 50 e 60 internações mensalmente e o atendimento emergencial para duas mil pessoas por mês.
 

FALTA DE REAJUSTE NA TABELA SUS

O Hospital vem com um problema de endividamento crescente no últimos anos, devido aos  financiamentos que faz para a Saúde. O custo para um paciente internado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), hoje, gira em torno de R$ 200 por dia, desconsiderando medicamentos e honorários dos médicos.

O problema é que o SUS nos repassa em torno de R$ 22 por dia. Isso é pouco mais do que 10% do custo que temos. A tabela SUS não é reajustada há pelo menos 10 anos.  As contas de luz e água tiveram um elevado reajuste nesse período, enquanto a tabela congelou. Esse constante financiamento é que vem causando esse desequilíbrio financeiro.
 

A INTERVENÇÃO FEITA PELA PREFEITURA DE CANGUÇU

Houve uma série de problemas durante o período da intervenção feita pela Prefeitura de Canguçu (de maio de 2013 a abril de 2014), quando o Poder Executivo assumiu a gestão. Eles foram atrás de recursos, esses recursos vieram, mas não foram equacionadas as dívidas.

Pelo contrário, a dívida na época estava em R$ 2,8 milhões e, com o final do período da intervenção, ela foi para R$ 15 milhões. Isso se deu pelo estendido parcelamento da dívida. Eles aumentaram o prazo do parcelamento, não conseguiram abater a dívida e a conta aumentou. Nesse período, aumentaram o número de funcionários de 114 para 300, estourando a folha de pagamento.


REFLEXOS DO FECHAMENTO 

Em caso de fechamento, o pronto-socorro é um compromisso que deverá ser assumido pelo município. A administração teria de realizar todo o atendimento do pronto socorro, implementando-o no pronto atendimento. Ainda teria outro agravante: o transporte de pacientes para outros hospitais da região.

O fechamento levaria toda a região a entrar em colapso. Pelotas não teria como absorver a demanda extra. Rio Grande está em uma situação pior do que a nossa. Piratini possui um hospital pequeno. A  3ª Coordenadoria Regional da Saúde (CRS) chegou a elogiar o Hospital de Caridade de Canguçu e apontá-lo como uma referência em estrutura e atendimento para a região. O fechamento afetaria a todos, enfim.

É importante destacar que, o fechamento ou a venda do hospital, possivelmente afetaria a economia local. Tendo em vista que o atendimento SUS poderia ser transferido para outro município, a comunidade deixaria de consumir aqui. As farmácias e o setor de alimentação seriam algumas pontas que mais iriam sentir.


A POSSIBILIDADE DE VENDA

Há alguns anos, um empresário esteve interessado em comprar o HCC. Na época, havia uma dívida de R$ 60 milhões da casa com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o que levou o empresário a se distanciar por um período de tempo. Com essa dívida sanada, colocou-se em pauta a possibilidade de venda e novas conversas surgiram com o mesmo nome.

Atualmente, o Hospital possui 90% dos leitos para atendimento via SUS e o restante, 10%, para particulares. Em caso de venda, ele se tornaria 100% particular, não atendendo mais pelo SUS. Nesse caso, a Prefeitura Municipal poderia comprar serviços para a comunidade, como alternativa ao transporte de pacientes para outros municípios.

Em caso de venda, seria feita uma avaliação patrimonial, de bens e recursos. Após, uma consulta de interesse regional, dando prioridade de compra para o município. Em caso de não haver interesse, seria ofertado ao Governo do Estado para ver se teria uma entidade com condições de manter o repasse dos recursos e os serviços do SUS. A terceira alternativa, seria a venda para uma entidade privada.

O dinheiro da venda seria destinado para sanar as dívidas trabalhistas, sociais, fornecedores, CEEE e Corsan. Como não existe hoje uma personalidade jurídica no Hospital de Caridade - um proprietário – pode-se dizer que o HCC pertence à comunidade. Havendo sobra de recursos com a venda, o saldo deveria ser repassado ao município, que é o mantenedor do Hospital hoje.

 

O APOIO DOS EMPRESÁRIOS DE CANGUÇU

Só temos a agradecer a comunidade por jamais abandonar o Hospital. A cozinha tem sido mantida, basicamente, pelas comunidades religiosas que fazem doações diariamente.

Os empresários, no sentido geral, irão perder com a desativação do Hospital. É o momento de repensarem o HCC como propriedade da comunidade. A maioria dos empresários já fizeram parte da sociedade mantenedora do HCC. Muitos deles dizem não passar recursos por não haver transparência para mostrar o destino desses recursos.

Convidamos os empresários que tenham interesse em ajudar para que nos procurem, pois estamos abertos para mostrar as contas. O HCC é uma entidade filantrópica. Para as empresas que fizerem doação, podemos fornecer uma nota fiscal de doação para ser usada em benefício fiscal, para abatimento do imposto de renda.

------------------------------------------------------------------------------

Legado de dívidas vencidas de administrações anteriores do HCC:

Dívida com Bancos (Banrisul/Caixa/Unicred): R$ 8 milhões
Dívida com a CEEE: R$ 4,5 milhões
Dívida com a Corsan: R$ 3,5 milhões
Dívida com Médicos dos anos de 2015/2016: R$ 3 milhões
Dívida com Fornecedores (Medicamentos e Isumos): R$ 3 milhões
Dívida à Receita Federal - Tributos e Impostos: R$ 2,6 milhões
Provisão Referente a Dívidas Trabalhistas/Judiciais: R$ 2,5 milhões
Provisão para Pagamento de Férias Vencidas: R$ 600 mil
Dívida com Empregados (13º Salário/2016): R$ 350 mil
Dívida com Fundo de Garantia (FGTS): R$ 300 mil
Dívida com Advogados e Escritórios Contábeis: R$ 20 mil

* Dados apresentados pelo gestor do HCC, Mario Fonseca, em 15/9/2017.



Informações: Canguçu On Line (www.cangucuonline.com.br)

Confira também:
Médica veterinária Tainá Gonçalves fala de FIV/FELV
HCC recebe recurso de R$ 95 mil do Governo Estadual
Cadeirante busca atendimento em Canguçu para voltar a andar
Tempos de compartilhar humanidade
APAE terá R$ 200 mil a mais para alunos especiais em 2018
Campanha arrecada R$ 11,6 mil para criança de Piratini
HCC não tem previsão de pagar os funcionários
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
  • Canguçu On Line
ENQUETE
Sobre a instalação de 3 semáforos entre a Av. Exército Nacional e a R. Júlio de Castilhos?
Sou a favor
Sou contra

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
08:50:07
Saiba mais sobre o atendimento psico...
08:48:58
Faça sua mamografia na Radiol Centro...
08:31:40
Studio Stael Palivorda com ambiente ...
08:30:10
NovaNET com planos certos para atend...
16.01.18
Festa Campeira do CTG Joaquim Paulo ...
16.01.18
Para 80% dos motoristas do RS, fazer...
16.01.18
Escola Rodolfo Bersch é arrombada no...
16.01.18
Promoção bombástica das Lojas Estrel...
16.01.18
Marmoraria Duarte: tudo em mármores,...
16.01.18
Móveis Rústicos em madeira você enc...
16.01.18
Kids Mania com lindas novidades de v...
16.01.18
Médica veterinária Tainá Gonçalves f...
15.01.18
Titulares de Aliança, Cristal e Cruz...
15.01.18
Na Afubra você encontra variedades p...
15.01.18
Órgãos de Justiça de Canguçu retomam...
15.01.18
HCC recebe recurso de R$ 95 mil do G...
15.01.18
Agência Sine divulga vagas de empreg...
15.01.18
16.394 eleitores já realizaram o rec...
15.01.18
Clínica Brasil agora é Brasil Odonto...
15.01.18
Mundo Real com promoção volta às aul...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Faça sua mamografia na Radiol Centro de Diag...
3
E os pastéis doces da Pastelaria Paz, já pro...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
6
Studio Stael Palivorda com ambiente climatiz...
7
Dra. Stela Maris de Azevedo Mota Ortodontia ...
8
Kids Mania com lindas novidades de verão...
9
Móveis Rústicos em madeira você encontra na...
10
Pet Shop São Francisco busca de graça o seu ...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2018 - Todos os direitos reservados