Canguçu, quarta-feira, 22 de novembro de 2017, 05h33
Compartilhe:
SEGURANÇA - 03/10/2017
Nora é condenada por maus-tratos contra a sogra
Foto: Divulgação/Ministério Público
Segundo a denúncia do Ministério Público, a nora ainda teria se apropriado dos benefícios previdenciários da vítima
Segundo a denúncia do Ministério Público, a nora ainda teria se apropriado dos benefícios previdenciários da vítima
Segundo a denúncia do Ministério Público, a nora ainda teria se apropriado dos benefícios previdenciários da vítima

O Juiz de Direito Felipe Roberto Palopoli, da 2ª Vara Judicial da Comarca de Canguçu, condenou a nora de uma idosa por dois crimes do Estatuto do Idoso. Além de colocar em risco a saúde da sogra, a acusada também teria se apropriado do dinheiro da pensão da idosa.
 

Caso

Segundo a denúncia do Ministério Público, a nora expôs a perigo a vida e a saúde da idosa que estava sob sua guarda, privando-a de cuidados indispensáveis. A idosa estaria muito magra, suja, com roupas inadequadas para o clima, vivendo em local inóspito, sem iluminação ou cuidados com higienização e com forte odor de urina.

A denúncia também acusa a nora de ter se apropriado dos benefícios previdenciários da vítima. Ela estaria com os cartões bancários, mas não usava o dinheiro em benefício da sogra.

Ela foi denunciada por maus tratos contra idoso e apropriação de rendimentos de idoso. A defesa da ré alegou insuficiência de provas e pediu a absolvição dela.


Decisão

Foram ouvidos especialistas que visitaram a casa onde as duas moravam, no interior de Canguçu. Segundo o magistrado, a denúncia veio com fotos, extratos bancários, relatórios do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) e depoimentos colhidos na instrução.

Uma Psicóloga que passou a acompanhar o caso depois de uma denúncia, disse que foi duas vezes na casa da vítima e percebeu a situação precária em que ela vivia. Essa testemunha fez um relatório contando que viu a idosa passando frio e que não havia banheiro no local. Segundo ela, a acusada falou que a idosa tomava banho de gato. Na época, ela recomendou que os cuidados passassem aos filhos. No depoimento, a Psicóloga disse que viu fraldas jogadas pela casa e que a vítima se locomovia com ajuda. O quarto era frio e úmido. Ela também afirmou que enquanto esteve na casa, a idosa só chorou.

A filha da vítima contou que quando seu pai morreu foi feito um acordo de que um dos benefícios previdenciários seria usado para as despesas da mãe e o outro era para ficar depositado, mas quando conseguiu conferir, só havia R$ 21,00 no banco. Disse que a cunhada não recebia os parentes e não os deixavam ver a mãe. Uma Assistente Social narrou que a situação era precária e de negligência. Que procurou os filhos e eles disseram que a relação com a acusada era difícil, pois ela não aceitava a visita deles.

A acusada negou os fatos da denúncia. Disse que seu marido era filho da idosa e que cuidavam dela, enquanto ele era vivo. Afirmou que as duas iam juntas receber o dinheiro no banco e que a ajudava no banho, dando comida e vestindo a idosa por sete anos. Segundo a ré, enquanto seu marido estava vivo tinha bom relacionamento com os demais familiares, mas depois da morte, conversava pouco com eles, pois não iam visitar a mãe.

Como na época dos depoimentos a vítima já havia falecido, o Juiz levou em conta um depoimento do dia 5/12/12, dado ao Ministério Público, em que a idosa afirmou que a acusada estaria lhe maltratando, não a deixava sair de casa e estaria recebendo seus benefícios previdenciários.

Desse modo, diante desses elementos de prova aportados ao processo concluo, de forma segura, pela procedência da acusação, vez que devidamente comprovadas a autoria e a materialidade dos delitos descritos na denúncia, e ausentes quaisquer causas de exclusão de ilicitude ou culpabilidade na espécie, imperiosa a condenação da acusada, razão pela qual a tese defensiva de insuficiência probatória não merece guarida.

A ré foi condenada a 1 ano de reclusão, 2 meses de detenção e multa. A pena privativa de liberdade foi substituída por duas restritivas de direito. Assim, a condenada irá prestar serviços à comunidade, pelo período integral da condenação, além do pagamento de 1 salário mínimo.


Informações: Patrícia Cavalheiro / TJRS

Confira também:
Suspeito de colocar fogo em apartamento é preso
Suspeito de colocar foto em apartamento é preso
Homem põe fogo em apartamento do Bela Vista
Mulher com deficiência é agredida pelo companheiro
Jovem é presa por violência doméstica
Joalheria sofre com ação de vândalos pela 3ª vez
Caso Pedro Caçapava: Justiça ouve primeiras testemunhas
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
ENQUETE
Sobre a exposição de veículos para venda em via pública:
Deve ser liberada.
Deve ser limitada a 2 veículos por estabelecimento.
Deve ser proibida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
21.11.17
Idade mínima para dependentes no IR ...
21.11.17
Mulher de 69 anos morre em grave aci...
21.11.17
Novo endereço da Clínica Vital Pet...
21.11.17
Marmoraria Duarte: tudo em mármores,...
21.11.17
Móveis Rústicos em madeira você enc...
21.11.17
Kids Mania com lindas novidades de v...
20.11.17
Suspeito de colocar fogo em apartame...
20.11.17
Clínica Próvida divulga agenda de 20...
20.11.17
Lojas Estrela com super promoções de...
20.11.17
R&N Lanches arrecada alimentos para ...
20.11.17
Acúmulo de lixo na Estrada da Pedrei...
20.11.17
Conselho Administrativo da COOESC re...
20.11.17
Canguçuense, Remanso e Três de Outub...
20.11.17
Veja os seis casamentos anunciados p...
20.11.17
Mega Feirão Lojas Frank: de 22 a 25 ...
20.11.17
Confira os serviços da Clínica Brasi...
20.11.17
Natal dos Sonhos é no Mundo Real ...
20.11.17
A Afubra preparou ótimas ofertas par...
19.11.17
Suspeito de colocar foto em apartame...
19.11.17
Homem põe fogo em apartamento do Bel...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Horários de ônibus de Canguçu para outras ci...
3
Já provou o pastel de camarão da Pastelaria ...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Confira os serviços da Clínica Brasil Canguç...
6
PASA Produtos Agrícolas traz à Canguçu: Ener...
7
Senna Auto Center: cuidando do seu veículo...
8
Mulher de 69 anos morre em grave acidente na...
9
Móveis Rústicos em madeira você encontra na...
10
Kids Mania com lindas novidades de verão...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2017 - Todos os direitos reservados