Canguçu, domingo, 25 de fevereiro de 2018, 00h56
Compartilhe:
GERAL - 19/04/2017
Rede de farmácias Mais Econômica pede recuperação judicial
Foto: Canguçu On Line
A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual.
A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual.
A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual.

A rede Farmácias Mais Econômica pediu recuperação judicial. Ingressou com o pedido na Comarca de Porto Alegre. A empresa enfrenta problemas financeiros. Na semana passada, noticiamos atraso no pagamento de salários.

Segundo a Mais Econômica, a medida é para “sanar a empresa, restabelecer a normalidade das operações, repor o estoque de produtos e preservar empregos.” A expressão está, inclusive, no comunicado que a empresa irá divulgar ao mercado. A dívida é de R$ 152 milhões. Deste montante, R$ 135,4 milhões são débitos com fornecedores e os R$ 16,6 milhões são valores trabalhistas.

A rede tem 26 anos e é a terceira maior no varejo farmacêutico do Rio Grande do Sul. São 140 lojas, mas 100 estão em operação em 52 municípios. E são mais de 850 funcionários. Mas a empresa já foi maior. Tem capacidade para empregar 2 mil pessoas.

A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual. Segundo o comunicado, isso afetou a tomada de financiamento e provocou a interrupção no pagamento de fornecedores. Aí, vieram problemas para abastecer lojas e pagar funcionários. Em novembro de 2015, a Mais Econômica foi comprada pela VERTICapital. Tinha prejuízo de R$ 300 milhões. Há uma ação judicial contra a gestão anterior pedindo indenização.

Acrescentam à situação, os impactos da crise econômica sobre a oferta de crédito pelos bancos e o consumo. O faturamento da empresa passou de R$ 466 milhões em 2015 para R$ 296 milhões em 2016. A recuperação judicial é um mecanismo jurídico para evitar falência. Substituiu a antiga concordata. É preciso que a Justiça aceite o pedido e então começa o prazo para a empresa apresentar seu plano de recuperação judicial.

Um ponto importante do comunicado da empresa: a Mais Econômica se compromete a pagar os salários integralmente no quinto dia útil do mês, quando sair a recuperação judicial. Os atrasos serão parcelados nos próximos meses. Funcionários dispensados terão direitos pagos após a aprovação do plano de recuperação judicial pelos credores.

Presidente, Cauê Cardoso afirma que o objetivo é manter a rede de farmácias em operação e preservar os empregos. Querem melhorar os processos, organizar custos e buscar investimentos. - Não somos investidores, somos empresários. Assumimos o desafio de tornar essa rede lucrativa e levar saúde a preços acessíveis para todo o Estado. Não viemos para fechar a empresa, mas para fazê-la crescer e aumentar o volume de negócios – afirma Cauê Cardoso, presidente e sócio da Mais Econômica.

A empresa conta com a aprovação do pedido de recuperação judicial para desbloquear recursos próprios. Também planeja renegociar dívidas e buscar financiamento. Com a autorização judicial, a Mais Econômica terá 60 dias para apresentar o plano de recuperação.

- A prioridade é pagar funcionários e retomar o abastecimento das lojas.

Informações: ClickRBS

Confira também:
As principais notícias da semana em Canguçu
Por que a gasolina chega ao consumidor três vezes mais cara no RS
Lojas abrem até as 18h neste sábado
Sexta-feira é dia de uvas finas na rua General Osório
Vazamento de água já dura 20 dias no bairro Uruguai
Maioria é contra a abertura do comércio em domingos e feriados
Canguçu teve 1.192 demissões em 2017
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
  • Canguçu On Line
  • Canguçu On Line
ENQUETE
Você é a favor ou contra o cancelamento do Carnaval de Rua 2018?
Sou a favor, o dinheiro economizado poderá ser investido em outras prioridadades
Sou contra, o município perde dinheiro, pois a população acaba saindo da cidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
24.02.18
As principais notícias da semana em ...
24.02.18
Acidente com feridos e danos materia...
24.02.18
Vida além da vida: Eternos pedintes...
23.02.18
Agência Sine divulga vagas de empreg...
23.02.18
Loja Tottal Casa e Conforto anuncia ...
23.02.18
Polícia prende dois homens com motos...
23.02.18
Estudantes devem atualizar informaçõ...
23.02.18
Por que a gasolina chega ao consumid...
23.02.18
LM Baterias com deslocamento grátis ...
23.02.18
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
23.02.18
Senna Auto Center: manutenção preven...
23.02.18
Verão na Estillosa com descontos de ...
22.02.18
Lojas abrem até as 18h neste sábado...
22.02.18
Sexta-feira é dia de uvas finas na r...
22.02.18
Vazamento de água já dura 20 dias no...
22.02.18
Projeto Escola no Campo mudará a rot...
22.02.18
Municípios afetados debatem sobre a ...
22.02.18
Dra Stela Mota fala sobre ronco e ap...
22.02.18
Quinzena do preço baixo Lojas Estrel...
22.02.18
Já provou o delicioso açaí da Pastel...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Já provou o delicioso açaí da Pastelaria Paz...
3
Realize sua ultrassonografia na Radiol...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
6
Studio Stael Palivorda com ambiente climatiz...
7
Surpreenda-se com o conforto deste lindo est...
8
Médica veterinária Tainá Gonçalves fala de F...
9
Mundo Real com promoção volta às aulas...
10
LM Baterias com deslocamento grátis até 30 q...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2018 - Todos os direitos reservados