Canguçu, domingo, 20 de agosto de 2017, 06h55
Compartilhe:
GERAL - 19/04/2017
Rede de farmácias Mais Econômica pede recuperação judicial
Foto: Canguçu On Line
A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual.
A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual.
A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual.

A rede Farmácias Mais Econômica pediu recuperação judicial. Ingressou com o pedido na Comarca de Porto Alegre. A empresa enfrenta problemas financeiros. Na semana passada, noticiamos atraso no pagamento de salários.

Segundo a Mais Econômica, a medida é para “sanar a empresa, restabelecer a normalidade das operações, repor o estoque de produtos e preservar empregos.” A expressão está, inclusive, no comunicado que a empresa irá divulgar ao mercado. A dívida é de R$ 152 milhões. Deste montante, R$ 135,4 milhões são débitos com fornecedores e os R$ 16,6 milhões são valores trabalhistas.

A rede tem 26 anos e é a terceira maior no varejo farmacêutico do Rio Grande do Sul. São 140 lojas, mas 100 estão em operação em 52 municípios. E são mais de 850 funcionários. Mas a empresa já foi maior. Tem capacidade para empregar 2 mil pessoas.

A atual direção atribui os problemas financeiros à gestão da antiga controladora, a BR Pharma, do banco BTG Pactual. Segundo o comunicado, isso afetou a tomada de financiamento e provocou a interrupção no pagamento de fornecedores. Aí, vieram problemas para abastecer lojas e pagar funcionários. Em novembro de 2015, a Mais Econômica foi comprada pela VERTICapital. Tinha prejuízo de R$ 300 milhões. Há uma ação judicial contra a gestão anterior pedindo indenização.

Acrescentam à situação, os impactos da crise econômica sobre a oferta de crédito pelos bancos e o consumo. O faturamento da empresa passou de R$ 466 milhões em 2015 para R$ 296 milhões em 2016. A recuperação judicial é um mecanismo jurídico para evitar falência. Substituiu a antiga concordata. É preciso que a Justiça aceite o pedido e então começa o prazo para a empresa apresentar seu plano de recuperação judicial.

Um ponto importante do comunicado da empresa: a Mais Econômica se compromete a pagar os salários integralmente no quinto dia útil do mês, quando sair a recuperação judicial. Os atrasos serão parcelados nos próximos meses. Funcionários dispensados terão direitos pagos após a aprovação do plano de recuperação judicial pelos credores.

Presidente, Cauê Cardoso afirma que o objetivo é manter a rede de farmácias em operação e preservar os empregos. Querem melhorar os processos, organizar custos e buscar investimentos. - Não somos investidores, somos empresários. Assumimos o desafio de tornar essa rede lucrativa e levar saúde a preços acessíveis para todo o Estado. Não viemos para fechar a empresa, mas para fazê-la crescer e aumentar o volume de negócios – afirma Cauê Cardoso, presidente e sócio da Mais Econômica.

A empresa conta com a aprovação do pedido de recuperação judicial para desbloquear recursos próprios. Também planeja renegociar dívidas e buscar financiamento. Com a autorização judicial, a Mais Econômica terá 60 dias para apresentar o plano de recuperação.

- A prioridade é pagar funcionários e retomar o abastecimento das lojas.

Informações: ClickRBS

Confira também:
Giro Solidário: o crime mascarado como ação social
Crime mascarado como ação solidária
FOTOS: Canguçu tem vários pontos sem luz
Canguçu tem cerca de 3 mil pontos sem luz
Veja onde comprar o Jornal Tradição em Canguçu
Almoço e baile beneficente para ajudar o João Gabriel
Canguçuenses irão à Itália para encontro da Família Telesca
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
ENQUETE
Sobre a exposição de veículos para venda em via pública:
Deve ser liberada.
Deve ser limitada a 2 veículos por estabelecimento.
Deve ser proibida.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
19.08.17
Acican finaliza ciclo de palestras n...
19.08.17
Vida além da vida: Mentes evoluídas...
19.08.17
Acican comemora 67 anos com jantar n...
18.08.17
Dentes tortos podem causar dor de ca...
18.08.17
Sicredi divulga vaga para estágio...
18.08.17
Promoção Lojas Frank e Cimpor: conco...
18.08.17
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
18.08.17
LM Baterias com deslocamento grátis ...
18.08.17
Estillosa com descontos de até 50% n...
17.08.17
ETEC tem agenda cheia de atrações na...
17.08.17
Plano Safra traz novidades para quem...
17.08.17
Caminhões dificultam passagem de veí...
17.08.17
Bradesco oferece consignado com taxa...
17.08.17
Quinzena dos planejados com preço de...
17.08.17
Dra. Stela Maris de Azevedo Mota Ort...
17.08.17
Confira as ofertas dos Supermercados...
17.08.17
Conheça as novas instalações da Past...
16.08.17
Giro Solidário: o crime mascarado co...
16.08.17
Crime mascarado como ação solidária...
16.08.17
Acican realiza palestras sobre negóc...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Pedro Caçapava é encontrado morto na Coxilha...
3
Conheça a Radiol Centro de Diagnóstico por I...
4
Suspeitos de matar Pedro Caçapava têm 21 e 2...
5
Conheça o Studio de Atividade Física Stael P...
6
Os detalhes do assalto a uma mulher grávida ...
7
Conselho Tutelar é recebido com violência no...
8
Conheça as novas instalações da Pastelaria P...
9
FOTOS: Canguçu tem vários pontos sem luz...
10
Giro Solidário: o crime mascarado como ação ...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2017 - Todos os direitos reservados