Canguçu, sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018, 17h19
Compartilhe:
ESPAÇO DO LEITOR - 17/10/2016
"Será difícil ver nossa gente do campo a empunhar bandeiras políticas"
Foto: Divulgação/Canguçu On Line
Marco Vinício Pereira do Espírito Santo, 31 anos, é graduado em Filosofia e História pela UFPel
Marco Vinício Pereira do Espírito Santo, 31 anos, é graduado em Filosofia e História pela UFPel
Marco Vinício Pereira do Espírito Santo, 31 anos, é graduado em Filosofia e História pela UFPel

Excelentíssimos senhores,

A carta, hora aos senhores dirigida poderia ter sido escrita por outras gentes desta terra. Pessoas como seu Lori, o Pedro, O Delaci, a Sueli ou a Dalva. Poderia! Mas estes velhos conhecidos são pessoas humildes que não foram polidas pelo verniz dos livros, conhecem tão escassas letras que não daria sequer para soletrar seus próprios nomes num rascunho qualquer. Pessoas queridas que vivem em nosso torrão assim como seus antepassados viveram, descendem de avós, bisavôs e trisavôs canguçuenses. Garanto-lhes que poderíamos retroceder cinco ou seis gerações de qualquer uma destas famílias que encontraríamos raízes profundas fincadas nesta terra, raízes fortes tal como as figueiras nativas que crescem em nossas matas.

A terra é pouca para muita gente e esse fenômeno nos deu características singulares, somos um minifúndio, vivemos nessa bela colcha de retalhos que entrelaça diferentes etnias e costumes, aqui todo rancho tem seu vizinho ao alcance de um grito. Fruto desta proximidade são nossos laços de solidariedade e apreço pelo outro, quem vive no interior ou vai de visita percebe que muitas vezes o auxílio ao necessitado chega mesmo antes que ele peça. Quem cresce no campo vê desde pequeno as atitudes simples, nobres e recíprocas entre as pessoas.

Quando eu era guri, lembro-me do costume de emprestar uma vaca de leite quando um recém-nascido chegava em algum rancho deste rincão. Se um emprestava uma vaca, o outro uma junta de bois e o terceiro um pedaço de terra. Plantar de “meia”, de “terça” ou de “metade”, são expressões conhecidas por aqui, assim, quem tinha apenas a vontade encontrava a terra e os meios para arar, semear e colher o alimento de que necessitava.

É para lembrar-lhes desta gente humilde cuja fibra imita o cerne da coronilha que vos escrevo estas linhas. A crise política e ética em nosso país tem acentuado o descrédito da politica partidária e por isso mesmo aumenta a necessidade de que cada um dos senhores mostre a que veio. Este que vos escreve, o faz na esperança de que a gestão dos senhores não se esqueça dos Loris, Pedros, Delacis, Suelis e Dalvas. Gente cujas casas estão longe das estradas grandes onde costumeiramente passa o bonde da história e da lembrança. Espero que cada um dos senhores seja um abnegado defensor da causa dos pobres, necessitados de uma administração pública que lhes garanta saúde, segurança e educação, enfim, recursos primários para uma vida digna. Não há quem grite por eles e em função de uma educação escassa, será difícil ver nossa gente do campo pelas ruas da cidade a empunhar bandeiras. Há entre nós os que habitam os rincões cujos casebres encravados nos pés dos morros raramente sentem o benefício da administração pública. Espero de vos a força concisa para uma atuação sólida, que deixem em segundo plano as pirraças partidárias de cujas disputas só quem sai perdendo são os pobres. A carta, hora dirigida aos senhores, é uma forma singela de lembrar-vos dessa gente, um apelo para que trabalhem por eles, pois o interior de nosso município, em verdade, só é agradável com família e não com taperas, e toda a árvore e todo bosque é triste se na sua sombra não brinca uma criança.

O autor
O texto é uma colaboração de Marco Vinício Pereira do Espírito Santo, 31 anos, natural de Canguçu e radicado em Pelotas, onde estuda.

É graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), graduado em História pela mesma Universidade e desenvolve pesquisa de Mestrado em Filosofia pelo Programa de Pós graduação em Filosofia (PPGFil-UFPel).

Para sugerir um tema para ser abordado no próximo artigo, entre em contato com Marco pelo e-mail marco_vinicio@hotmail.com.br.

Confira também:
Vida além da vida: Invente a cada dia
Vida além da vida: Ressaca moral
Leitora reclama dos prejuízos com a estiagem
Leitor do Iguatemi relata prejuízos com a forte estiagem
Hospital de Caridade é contemplado com R$ 10 mil do Troco Amigo
Vida além da vida: Perdão liberta
João Popó comemora seus 108 anos
Prezado leitor:
- Para enviar um comentário, é preciso possuir uma conta no Facebook e fazer login nela.
- O comentário é de inteira responsabilidade do autor da mensagem e não representa a opinião do site Canguçu On Line.
 
  • Canguçu On Line
  • Canguçu On Line
ENQUETE
Você é a favor ou contra o cancelamento do Carnaval de Rua 2018?
Sou a favor, o dinheiro economizado poderá ser investido em outras prioridadades
Sou contra, o município perde dinheiro, pois a população acaba saindo da cidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
10:23:35
Polícia prende dois homens com motos...
09:12:37
Por que a gasolina chega ao consumid...
09:00:00
LM Baterias com deslocamento grátis ...
08:56:27
Funerária Santo Antônio: 50 anos de ...
08:55:05
Senna Auto Center: manutenção preven...
08:47:17
Verão na Estillosa com descontos de ...
22.02.18
Lojas abrem até as 18h neste sábado...
22.02.18
Sexta-feira é dia de uvas finas na r...
22.02.18
Vazamento de água já dura 20 dias no...
22.02.18
Projeto Escola no Campo mudará a rot...
22.02.18
Municípios afetados debatem sobre a ...
22.02.18
Dra Stela Mota fala sobre ronco e ap...
22.02.18
Quinzena do preço baixo Lojas Estrel...
22.02.18
Já provou o delicioso açaí da Pastel...
22.02.18
VÍDEO: Supermercados Heling com ofer...
21.02.18
Maioria é contra a abertura do comér...
21.02.18
Foragido é preso por morte de idoso ...
21.02.18
Canguçu teve 1.192 demissões em 2017...
21.02.18
Inscrições na UFPel para estudantes ...
21.02.18
VÍDEO: Fabris Prestes, presidente da...
+
Lidas
1
Funerária Santo Antônio: 50 anos de experiên...
2
Já provou o delicioso açaí da Pastelaria Paz...
3
Realize sua ultrassonografia na Radiol...
4
Marmoraria Duarte: tudo em mármores, granito...
5
Saiba mais sobre o atendimento psicológico d...
6
Studio Stael Palivorda com ambiente climatiz...
7
Surpreenda-se com o conforto deste lindo est...
8
Médica veterinária Tainá Gonçalves fala de F...
9
Mundo Real com promoção volta às aulas...
10
LM Baterias com deslocamento grátis até 30 q...
  • Canguçu On Line
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2018 - Todos os direitos reservados